terça-feira, 27 de outubro de 2009

Faltam 32 dias

Ontem:
Dia difícil.
Já acordei com dores, e sentindo umas pontadas na perseguida.
Pesquisei na net algo sobre dilatação e nada fala sobre estas pontadas que senti, não me preocupei muito por que uma hora ou outra vai mudar alguma coisa lá em baixo mesmo.
Fui “trabalhar” e conforme o dia foi passando as dores foram aumentando.
Almocei e as dores continuaram, então fui embora mais cedo do serviço.
Cheguei em casa deitei, mas não havia posição que fizesse a dor passar.
Fiquei rolando com a dor e depois de sofrer por quase 3 horas, desabei a chorar.
Finalzinho cansativo de gravidez viu, me sinto tão frágil, tão sozinha e desprovida.
Ai como eu quero o colo da minha mãe. Ai como eu quero uma empregada 24 horas por dia.
Ai como eu quero ficar em casa.
Imaginei tudo muito diferente para o finalzinho da gestação, e por estas e outras que não ficarei grávida novamente antes que eu tenha condições financeiras de bancar uma empregada, babá, governanta, o que seja para me amparar.
Como se não bastasse as ansiedades naturais da aproximação do parto ainda preciso passar o tempo me preocupando com os afazeres domésticos dos quais eu não dou conta mais!
Na verdade acho que criei expectativas demais para a gravidez, e de certa forma foi bom descobrir que não se deve criar expectativas com nada. Achei que as pessoas agiriam diferente, que eu agiria diferente, que o Luis agiria diferente e na verdade, sou só eu mesma que mudei, o restante continua da mesma forma.
Não estou reclamando, só estou querendo dizer que não estava tão preparada como eu achei que estivesse. Não havia pensado em alguns detalhes fundamentais.
Daqui alguns dias o Matheus estará com a gente, não vejo a hora.

3 comentários:

Camila disse...

entendo totalmente o q vc disse,eu acho q mudamos pq criamos uma expectativa maior q os outros! Só nós sabemos o prazer do bebê chutando a barriga e sempre fikar feliz..!tipo, pros outros ja nem tem graça, mas pra gente, vai ter sempre pq é diferente toda vez! Eu tbm não aguento mai fazer as minhas tarefas caseiras, ontem por exemplo... fui arrumar o meu quarto, varri, arredei cama, limpei armarios, ufa...no final parece q eu tinha malhado durante 2h numa academia...
hai a gente se sente sozinha...
e eu, começo a pensar, como eu vou fazer depois q a cecília nascer...?! Sinceramente tenhu medo de não dar conta. E essas dores, eu sinto as vezes, bem na virilha, é uma pontada q parece q vai rasgar a virilha né?! é horrivel mesmo, mas as minhas não duram horas assim! Eu respiro e paro de fazer o q eu estiver fazendo e respiro, fico parada até passar a dor, depois passa e volto a fazer o q parei.
bom!
encontri seu blog ussando pelo dos outros...axo legal acompanhar outras gravidas e trocar ideias, boa sorte no parto e q o seu baby traga muita alegria pra vc!
beijos!

kkfaria disse...

Esse finalzinho deve ser penoso mesmo... Ai ai... minha hora vai chegar tb... rs
Vai tudo dar certo. Esquece casa agora e pense somente em vcs dois!!! beijos

kkfaria disse...

Já nasceu o Matheus??