segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Estamos na 36ª Semana - Faltam 33 dias

O comprimento do bebê está em torno de 34cm, com peso de 2750g.
Ao se mexer, espreguiçar ou trocar de posição, o bebê, conseqüentemente, desalinhará sua barriga. Nessas situações, será possível identificar o bracinho ou então a perninha da criancinha.
Por volta da 36ª semana, o bebezinho começa a diferenciar que ao dia a movimentação da mamãe é mais intensa que à noite.
Para garantir a saúde materno-infantil, as consultas médicas a partir de agora se tornam semanais.
É comum a realização de um exame chamado cardiotocografia anteparto ou monitoragem fetal, feito semanalmente, cujo objetivo é avaliar o bem estar fetal.
A ansiedade e alteração de humor nessa fase são muito grandes. A expectativa quanto ao parto e se o bebê vai nascer bem são as maiores dúvidas.
O útero está bem abaixo das suas costelas.

Fim de semana:
Fim de semana quente só pra variar.
Meu resfriado ainda não passou, mas sinto uma considerável melhora.
Não estou suportando mais as dores embaixo da costela e não ter mais posição para ficar.
Não dá pra ficar em pé, sentada, ou deitada... qualquer uma das posições gera uma dor diferente, o que faço é escolher a dor que quero sentir em determinados momentos.
Estou muito irritada, com pequenas coisas que têm acontecido, que acumuladas viram um coisão.
As pessoas não parecem entender que o que eu sinto não é frescura, é dor mesmo.
Dói joelho, dói costela, dói coluna, dói as cadeiras, dói e muito...
Mas acho que o pior não é a dor, é depender dos outros pra tudo. E ficar sujeita a ouvir comentários que ninguém merece. O pior é saber que depois que o Matheus nascer, vou ficar ainda mais dependente por um período. Tenho vontade de chorar!!!!! Pra variar um pouco!
Posso dizer que serão 2 longos meses, até que eu possa me virar sozinha.
Não posso dirigir, não agüento andar a pé, não consigo lavar louça, pegar um lixinho no chão, passar roupa, estender roupa no varal, até levantar da cama ou sofá é difícil.
A casa virando um chiqueiro! Aí tem sempre um que diz que eu não posso se preocupar com isso... mas quem não se preocupa em viver numa casa imunda?
To realmente exausta, e realmente não agüento mais, daqui até o dia 28 parece existir 1 ano de intervalo... e quando digo isso perto de alguém, as pessoas me olham como se estivesse cometendo um pecado.
Como é que eu poderia me sentir bem?
E pra tudo ajudar descobri uma fonte até então desconhecida de estrias nas minhas nádegas.
Enquanto desfilava linda maravilhosa com minha barriga reluzente sem nenhuma estria, elas se acumulavam onde o acesso do espelho é restrito.
Fiquei desconsolada ao ver aquele acumulo de lombrigas vermelhas riscando a minha “linda” poupança!
Bem, não posso reclamar muito, pois até que elas se localizaram estrategicamente onde o biquíni tampa, não serão incomodo, a menos que resolva usar fio dental... o que não vem ao meu caso.

2 comentários:

kkfaria disse...

Parabens por mais essa semaninha!!! Agora é a fase das dores né? Ai ai, mas compensa!! Vc vai ver!!

Edina disse...

Oi amiguinha;;te amo muuito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Parabéns....siga firme!!!!!!!!
Beijos